Glúteos


Prótese Glútea (Gluteoplastia de Aumento)


Indicação

Pacientes insatisfeitos com a falta de volume dos glúteos, ou com a forma dos mesmos, a melhor maneira de modelar e dar firmeza, conseguindo boa projeção de maneira harmônica e natural é através da prótese glútea, explica Dr. Serra. A cirurgia de aumento de glúteo através da introdução de implantes glúteos de silicone é uma das melhores opções para aumento de volume da região.


A Cirurgia

A prótese ficará localizada dentro do maior músculo da região, chamado glúteo máximo, desta forma, totalmente revestida pelo músculo, a prótese ganha um resultado mais natural, além de produzir o efeito de aumento volumétrico do próprio músculo, explica Dr. Serra.

As próteses utilizadas geralmente são ovais ou redondas, que conferem resultados mais naturais em relação ao contorno corporal, garante Dr. Serra. Disponíveis em vários tamanhos e modelos, os quais serão escolhidos conforme avaliação do paciente. O gel de silicone contido na prótese glútea é mais duro que o de mama na tentativa de simular a consistência da nádega.

Não há necessidade de troca dos implantes com o tempo, salvo em casos de intercorrências, entretanto é importante que a paciente seja examinada pelo cirurgião a cada ano.

A anestesia mais adequada depende da avaliação médica e do paciente. No caso de Prótese Glútea, é mais frequente o uso da raque ou peridural.

É um procedimento de com cerca de 1 hora e meia de duração. A incisão é posicionada no sulco interglúteo (entre es nádegas) medindo 6cm. Não utilizamos drenos.


Pós- Cirurgia

A cicatriz desta cirurgia se localiza na prega entre os glúteos, com 6 cm de comprimento, ficando portanto totalmente escondida quando a paciente está de pé.

O tempo de internação é de 24horas. Em casa o paciente pode caminhar, sentar-se e dormir com o abdômen para cima ou para baixo. Não poderá dormir da lado ou subir escadas durante uma semana. Injeções intramusculares não poderão ser administradas no glúteo, alerta Dr. Serra.

O curativo será trocado em casa diariamente, feito apenas com gaze e esparadrapo de micropore. A recuperação completa leva em média duas semanas.


Recomendações

Após retornar para casa, o paciente deve manter repouso relativo durante a primeira semana. Não é necessário repouso no leito, podendo caminhar e sentar. A volta ao trabalho ocorre em cerca de dez a quatorze dias dependendo da atividade realizada, podendo o paciente guiar carros e voltar a um atividade de trabalho que não exija grande esforço físico.

Segundo Dr. Serra, não há restrição física após a recuperação, que dura cerca de dois meses. Ginástica de qualquer espécie e atividades deesportivas podem ser feitas a partir de três meses.


Rua Visconde de Pirajá, 550 - Sala 1413 - Ed TOP CENTER - Ipanema - Rio de Janeiro / RJ

Av. das Américas, 500 - Bloco 4 - Sala 234 - DownTown - Barra da Tijuca - Rio de Janeiro / RJ

Rua Aimores, 2001 - Sala 503 - Lourdes Brasil - Belo Horizonte / MG

Marque sua Consulta
Contato
Últimas Notícias